PIRANGI
 
HISTÓRICO

Entrada da cidade

            As terras que hoje compõe o município de Pirangi, pertenceram ao município de Paraíso (antigo Distrito de São Sebastião do Turvo), no município de Jaboticabal.

            Em 1895, entre os moradores das cercanias, os quais precisavam percorrer várias léguas para comprar gêneros de primeira necessidade, surgiu a idéia de fundar um povoado; assim abriram uma picada desde o córrego Boa Vista até a Praça da Matriz de Santo Antônio (antiga Praça João Pessoa) onde ergueram um tosco cruzeiro de cabreúva e um mastro de aroeira.

          Em 3 de Agosto de mesmo ano, foram doados 5 alqueires de terras para o patrimônio de uma capela sob a inovação de "Santo Antônio da Boa Vista", primeiro nome que teve Pirangi.            

          Era costume dos moradores da redondeza reunirem-se em torno do cruzeiro, aos domingos para rezarem o terço e fazer leilão de prendas, cuja renda era recolhida para pagamento do material e mão-de-obra da primeira capela, que foi construída em 1897.

          Ao redor da capela foram surgido algumas casas de madeira coberta de telhas; e foi o Sr. José Marques, antigo carreiro, que construiu a primeira casa de tijolos.

          Em 1898, o nome da população foi mudado para Santo Antônio da Bela Vista. Em 1904, abriram uma estrada pela mata e por essa estrada vinham os carreiros e boiadeiros do sertão de Rio Preto.

                 
          Em 10 de Abril de 1909, o povoado foi elevado a Distrito Policial, sendo seu primeiro subdelegado o Sr. João Ezequiel de Melo. A povoação contava nesta época com cerca de 70 casas.


     
    Em 10 de Abril de 1909, o povoado foi elevado a Distrito Policial, sendo seu primeiro subdelegado o Sr. João Ezequiel de Melo. A povoação contava nesta época com cerca de 70 casas.

          Em 23 de Dezembro de 1913, foi elevada a Distrito de Paz, no município
de Jaboticabal com o nome de Pirangi, que na língua tupi-guarani quer dizer "peixe-podre".

          Em 1914, o serviço telefônico foi instalado pelo Sr. Francisco Corrente e em 1918 foi instalado serviço de luz elétrica pelo Sr. José Corrente.

      
          Em 1930 foi eleito, por sufrágio popular, uma comissão composta dos senhores Sebastião Bueno de Camargo, Bento de Oliveira Carvalho, Manoel Lourenço Bailão, Dr. Clementino Canabrava Filho e outros a fim de pleitear junto às autoridades competentes a elevação de Pirangi à categoria de Município.


Igreja Matriz de Santo Antonio

              Em 07 de Março de 1935 foi criado na Comarca de Jaboticabal o Município de Pirangi, instalado a 23 de Maio de 1936, constituído de 3 Distritos de Paz: Pirangi., Paraíso (antigo Irupi) e Vila Albuquerque, hoje Cajobi.

            Em 30 de Novembro de 1938 o município de Pirangi passou a pertencer à comarca de Monte Alto (76º zona eleitoral).


            Possui, desde 1937 uma Delegacia de Polícia de 3ª classe, pertencente à 2ª Divisão Policial, Região de Barretos.

            Hoje, Pirangi possui 10.026 habitantes, sendo 6.500 eleitores inscritos. A denominação local dos habitantes é Pirangienses.

Prefeito Vice-Prefeito
Luiz Carlos de Moraes (PSDB) ?
 

SISTEMA GEOGRÁFICO
            O Município de Pirangi, está situado na zona fisiográfica de São José do Rio Preto, na região NE do estado de São Paulo, a 380 Km da capital, 120 Km de Ribeirão Preto e 100 Km de São José do Rio Preto, a 89 Km de Barretos, 36 Km de Catanduva e 36 Km de Bebedouro. 

            Limita-se com os municípios de Paraíso, Palmares Paulista, Monte Azul Paulista, Taiaçú, Vista Alegre do Alto, Ariranha e Bebedouro.

            As coordenadas geográficas da sede municipal são as seguintes: 21º05' de latitude sul e 48º40' de longitude W.Gr., altitude 534,48 metros. Apresenta clima quente, com inverno seco e uma temperatura média anual de 21ºC.


            O município é servido por duas rodovias estaduais, a SP-323 e a SP-351, que ligam Pirangi à Bebedouro, Catanduva e Monte Alto. As estradas vicinais (municipais) são duas pavimentadas que interligam Ariranha e Taiaçú, e 10 estradas vicinais não pavimentadas.


            O terminal rodoviário é servido de 2 empresas, Luwasa e Itamarati, com 2 linhas em operação, sendo linhas intermunicipais, responsável por 19 horários de saída e 19 horários de chegada. Estas linhas interligam o município de Pirangi com Bebedouro, Catanduva, Monte Alto, Vista Alegre do Alto, Jaboticabal, Barrinha, Sertãozinho, Ribeirão Preto, Ariranha, Pindorama, Palmares Paulista, Botafogo e São José do Rio Preto, com um movimento médio mensal de 1.500 a 2.000 passageiros.


            Temos uma agência de Correios e Telégrafos, com distribuição de correspondência domiciliar, possuindo 66 caixas postais localizadas dentro da agência.


            Na telefonia de Pirangi, conta com 1.184 telefones, sendo 913 residenciais, 22 comerciais, 24 telefones públicos (orelhões), e 27 com ligações PABX (dados TELESP-1997).

 

 
SISTEMA DEMOGRÁFICO

            Quanto ao número de habitantes do município, os dados oficiais do IBGE/96 apontam uma população de 10.026 habitantes.

Faixa Etária 
Nº Habitantes
0 a 4
911
5 a 9
968
10 a 14
930
15 a 19
905
20 a 24
953
25 a 29
832
30 a 34
785
35 a 39
721
40 a 44
582
45 a 49
464
50 a 54
417
55 a 59
380
60 a 64
343
65 a 69
279
70 a 74
174
75 a 79
135
80 ou mais
9

 

Nº Sexo Masculino 
Nº Sexo Feminino
5.122
4.897

 

Área 
Nº Habitantes
Rural
1.613
Urbana 
8.413

 

 

            A área do município é de 208 Km² e da cidade é de 2 Km², existem portanto muitos quilômetros de área verde; a densidade demográfica do município é de 48,16 habitantes por Km².

            Há 2.352 domicílios distribuídos entre a área central, bairros com Vila Marques, Vila Nunes, Vila Teixeira, Jardim Bela Vista, Jardim Nossa Senhora Aparecida e 4 conjuntos habitacionais.


            A religião predominante é a católica.


            O município conta com 6.500 eleitores o que corresponde a 63% da população, com 12 sessões e 3 partidos políticos registrados oficialmente.

 

População residente, sexo e situação do domicílio
População residente de 10 anos ou mais de idade
Total
Homens
Mulheres
Urbana
Rural
Total
Alfabetizada
Taxa de
alfabetização
10.038
5.150
4.888
8.687
1.351
8.569
7.721
90.1 %
Fonte: Censo Demográfico 2000

 

SISTEMA ECONÔMICO
 
   
         A atividade econômica de maior expressão do município é a agricultura, com a produção de citrus e de cana-de-açúcar.
 
Produto
Área
Pés Novos
Pés Prod.
Produção (cxs)
 Laranja
 9.565 ha
200.000 
2.000.000 
3.000.000 
 Limão
 174 ha
 20.000
 27.000
 54.000
Ponkan 
 650 ha
 55.000
 140.000
 280.000
Tangerina 
 117 ha
 18.000
 17.000
 40.000
Dados Agrícola (junho 1997)
 
 
 
Frases que estou cansado de ouvir

- S
egundo um amigo (Jarbas Monteiro) o nome da cidade era para ser PIRANGITUBA e acabou ficando  PIRANGI porque se ficasse o nome original não caberia no trevo da cidade e invadiria a rodovia..

- Pirangi é uma cidade de primeira, pois quando se coloca na segunda marcha a cidade já acabou.

- As ruas estão cheias de lombadas para que os visitantes não passem direto sem ver a cidade.

- Na frente da placa da entrada da cidade está escrito "Bem Vindo" e atrás dela "Volte Sempre".

- Outra placa: "Pirangi: visite antes que acabe !!"

- Quando alguém pergunta onde fica algum lugar não se pode indicar esticando o braço senão a mão sai fora da cidade.

- A cidade tem duas ruas: uma que sobe e outra que desce.

- O ponto turístico da cidade é o coqueiro torto !

- Pirangi tem Casas Pernambucanas ??

- Tem luz elétrica ??

- Quando alguém pergunta onde fica o coqueiro torto e ouve como resposta Pirangi, a pergunta mais freqüente é: "Onde fica isso ??". E aí tem que ser explicado assim: "Fica perto de...".

- Minha Vingança: quando alguém me pergunta se o coqueiro mudou de lugar eu respondo: "Não, ele não mudou de lugar; foi a cidade que se desenvolveu em volta dele, como aconteceu com a cidade de Brasília !!
  

 

Patrocínio